Toscana: de Siena ao mediterrâneo e um casamento no meio

por | maio 21, 2015

A região mais romântica da Itália é palco de filmes de amor, de bons vinhos, excelente comida e cidades medievais inspiradoras.

Minha viagem à Itália tinha endereço certo: o casamento do Felipe e da Paola. Ele brasileiro, amigo de adolescência, ela italiana de Grosseto, se conheceram há 9 anos em Dublin e estavam celebrando a união nos campos ensolarados da Toscana. Mas antes do grande dia, fui conhecer um pouco mais dessa região cinematográfica da Itália. Foram 3 dias super corridos pela Toscana.

 

Siena, a joia da Toscana

Se você vai à Toscana, não abra mão dessa linda cidade medieval. Dá pra conhecê-la em um único dia, mas se puder durma por lá e aproveite pra jantar uma típica pasta italiana, acompanhada de uma (ou várias) garrafas de Chianti ou Brunello, os vinhos locais.

Centro histórico Siena

Há trens e ônibus que ligam Florença à Siena. A estação de ônibus de Siena é mais bem localizada do que a estação de trem, que fica a meia hora de caminhada do Centro Histórico. Quem for de carro, deve deixá-lo em um estacionamento fora do centro, pois ele é cercado por muros e carros não podem circular na área interna.

Fiquei hospedada na Casa di Antonella, um Bed n’ Breakfast maravilhoso que achei pelo Booking.com, no mesmo dia que cheguei. Quarto privado com cama de casal, banheiro compartilhado, wifi e café da manhã, pertinho da Piazza del Campo, por €40,00. Só a vista do meu quarto e o café da manhã que o Fabrizio preparou pra mim, já valeu a hospedagem.

Siena é menor e mais acolhedora que Florença. É uma cidade medieval universitária, belíssima, cheia de vida e restaurantes deliciosos. Caminhar pelas ruelas é uma das melhores coisas a se fazer por lá. Não fosse pelas roupas das pessoas, você poderia jurar que voltou à Idade Média.

A Pizza del Campo é a principal da cidade, fica cheia de gente sentada no chão descansando, admirando a arquitetura e fazendo um lanchinho. Não aconselho almoçar ou jantar nos restaurantes ao redor da praça. Como é um local muito turístico, eles são mais caros e o serviço não compensa.

Siena

As principais atrações são a Fontana Gaia e o Palazzo Pubblico, lindo edifício medieval que já foi sede do governo de Siena e hoje é a prefeitura da cidade. A Torre del Mangia, de 102 metros, é considerada uma das maiores em estilo medieval da Europa.

O ponto alto de Siena é a Duomo ou Catedral de Santa Maria del Fiori. Eu adoro arquitetura e as igrejas europeias, entro em pelo menos uma em cada cidade que vou, e a Duomo de Siena é a mais linda que já vi na minha vida.

É um desbunte de beleza por fora e mais ainda por dentro. Colunas de mármore em preto e branco e belíssimos afrescos de Donatello, Nicola Pisano e Michelangelo. O piso e a Biblioteca são espetáculos à parte, com vários painéis em mosaico, com motivos religiosos e mitológicos.

Para visitar você pode comprar o ticket completo, que inclui a Catedral, a biblioteca Piccolomini, o Museu, o Panorama, a Cripta e o Batistério, ou as seguintes opções: Catedral + Biblioteca Piccolomini / só Biblioteca / Museo e Panorama / só Cripta / só Batistério. Valores aqui 

Logo em frente à Igreja fica o Museu Santa Maria della Scala, que foi um dos primeiros hospitais da Europa e assistia pobres e crianças abandonadas. O complexo preserva séculos intactos de história, desde monumentos, até capelas, afrescos, criptas. A entrada custa €9,00. Vale muito à pena.

Siena

Próxima parada: Catedral de San Domenico, igreja que abriga a cabeça de Santa Catarina, a padroeira de Siena. Não se compara à beleza da Duomo, mas é gratuita e vale caminhar pelo lado externo e admirar a vista dos prédios e muros medievais de Siena.

Depois de visitar todos os museus e igrejas o legal é aproveitar o resto do dia pra se perder pelas ruelas da cidade, olhar a moda, escutar o bate-papo dos italianos e respirar um pouco da energia secular que há por lá.

No fim da andança, nada melhor do que uma típica cantina italiana. A Taverna San Giuseppe, considerada uma das melhores de Siena, fica num bequinho escondido, no centro histórico. Comi Antipasto (beringela com cogumelos, suflê de Pecorino e mil folhas de espinafre com trufa) + Primi Piatti (Pici – pasta típica de Siena – com molho de javali e cogumelos) + Vinho Chianti por €20,00.

Siena

Por ser uma cidade universitária, a noite é bem agitadinha. Bares lotados de jovens bebendo Spritz, um drink tradicional da Itália. Mas eu tinha um casamento no dia seguinte e tive que segurar minha onda (mesmo que meu espírito quisesse ficar ali até o amanhecer)

Valor de 1 dia + 1 noite em Siena: €104,00. Inclui hospedagem, todas as refeições, transporte La Spezia – Siena – Grosseto, entrada na Duomo e no museu Santa Maria della Scala.

LEIA TAMBÉM: O QUE FAZER NA COTE D’AZUR

um casamento sob o sol da Toscana

Em 2006, fiquei a ver navios no aeroporto de Barcelona porque meu anfitrião e amigo de infância, Felipe Couto, decidiu ficar mais um dia na Irlanda. Foi quando ele conheceu a Paola. Nove anos de idas e vindas depois, o tão esperado casório nos campos da Toscana. Eu, claro, não poderia faltar.

Eles se casaram na cidade de Grossetto, que fica a pouco mais de uma hora de ônibus de Siena, num lugar cinematográfico chamado Poggio Cavallo, uma mistura de hotel e casa de festas.

toscana

Pausa pra falar do hotel: um caso de amor à parte. O Tenuta di Poggio Cavallo é digno de lua de mel, os quartos são separados em chalés, o jardim com margaridinhas espalhadas pelo chão e a plantação de Oliveiras fizerem eu me sentir no país das maravilhas. Tudo isso por €41,00 a diária.

Voltando ao casório: Enquanto o sol se punha, ficamos todos do lado de fora para o brinde e aperitivos. Depois desse momento “sob o sol da Toscana”, entramos e começou a comilança. Se você nunca foi num casamento na Itália, saiba que eles dão MUITO valor à comida. Antipasto, primi piatti, secondi piatti, dessert, com pelo menos 3 opções de cada. Tudo muito íntimo, sem exageros, como se fosse um jantar de família. Mas, como italianos e brasileiros são bem parecidos no quesito animação, claro que música e bebida não poderiam faltar. E o funk rolou até o chão, chão, chão. Foi lindo! Auguri!

camila cesarino toscana

Castiglione dela Pescaia 

No dia seguinte fomos em grupo pra Castiglione della Pescaia, uma cidadezinha no litoral da Toscana, perto de Grosseto. Super charmosa e com a parte medieval bem conservada, mas com um diferencial, o azul do Mediterrâneo. É lá que os italianos costumam ter suas “casas na praia”.

O lugar é cheio de restaurantes e cafés com mesas ao ar livre e flores espalhadas por todos os lados. Almocei Spaghetti de frutos do mar e taça de vinho branco por €18,00. Depois uma voltinha na praia, porque mais um pouquinho de mar Mediterrâneo não faz mal a ninguém. Uma bela surpresa!

toscana

Gostou do Post? Compartilhe!

– organize sua viagem e ganhe descontos –

Fazendo suas reservas pelos nossos links, você recebe descontos, nós ganhamos uma pequena comissão dos nossos parceiros e todo mundo viaja feliz.

leia também: