Rio de Janeiro, do mar, do bar e do batuque

por | dez 2, 2010

Sempre fui meio nômade. Queria estar em todos os lugares, morar em todos os lugares. Mas me apaixonei pelo Rio quando conheci um ex-namorado e descobri que essa cidade é mesmo boa demais. Antes disso esse pouso aqui era temporário.

O tempo passou, o namoro acabou, mas o Rio revelou suas surpresas (sempre previsíveis) e hoje isso me encanta. Problema resolvido. Pude olhar com outros olhos.

E foi aí que, pelo olhos de queridos amigos mineiros, enxerguei toda delícia da cidade maravilhosa, depois de 11 anos por essas terras. E esse ano, em especial, tenho vivido coisas fantásticas, de uma carioquice boa à valer.

A começar pelo carnaval, que foi o melhor de todos os tempos. Todo mundo feliz, cerveja gelada, pouca roupa e muito calor. Só alegria! Por preguiça, me dei o direito de ficar no quadrilátero Zonasulesco (Ipanema, Leblon, Jardim Botânico e Gávea). Um bloquinho atrás do outro – Me Esquece, Azeitona, A Rocha, Imaginô, Banga, Vagalume, Me beija e, claro, o bloco do busão dos cariocas e mineiros, com direito a Bin Laden no volante. aiaiai uiuiui. “aiiimm, tá tão bom aqui!” – depois dessa frase eu perdi, mas eles ganharam meu coração e minha amizade forever!

Aí veio a Copa do mundo que, pra bom carioca, era o segundo carnaval do ano. Êta povo que faz de tudo uma grande festa. E aí vc conhece gente. Sempre bom. E descobre e redescobre lugares. Leblon e Baixo Gávea são bate ponto em dias de bola rolando. Inda mais pruma Flamenguista como eu. E o que faz quando, mesmo depois de uma derrota brasileira, você encontra outro flamenguista no seu caminho? Continua comemorando ué! Afinal, o Brasil tentou, mas só o Mengão é hexa!

E de festa em festa, viciei naquelas que fazem parte da rotina do carioca. O Samba Luzia às sextas, com as cervejas no balde de plástico (já falei que quero ser rica pra gastar meu dinheiro nas minhas pobrezas!), os showzinhos do Circo Voador (esse ano passaram por lá Otto, Nação, Nouvelles Vagues, Baia, 4Cabeça…), o chope do Jobi, que pode ser o começo ou o fim de uma noite sempre bem acompanhada, o Pavão Azul e aquela patanisca de lamber os dedos (geralmente esse é o dia de encontro com as meninas de Copacabana), a Adega Pérola, onde fiz meu aniversário, um lugar pequenininho e com um xerelete à escabeche que é divinus. O risoto de camarão do Belmonte, o Bar Urca num fim de tarde…

E tem muito mais! A Prainha – melhor ainda quando é direto da night, numa proposta irresistível, seguida de um almocinho tudebão em Vargem Grande. Quem me conhece sabe, pode me chamar que eu vou. E eu fui!  Pedalada até o Santos Dumont, com direito a ensaio da Orquestra Voadora no MAM num domingo nublado, cachaçinha num boteco da Glória, numa surpreendente atitude. Don’t change, please!

Aqui no Rio de Janeiro é só paz e amor! É bonito demais e como é bom viver isso com pessoas tão queridas, que a gente vai encontrando e reencontrando pelo caminho. Assim, leve, simples, easy going, no stress. Gosto, e muito, de tudo que tenho vivido nesses belos dias de alegria.

Pressa pra que, se tá tão bom assim? Há tantas vírgulas no meio do caminho e você nunca sabe o que te aguarda na próxima esquina. Sem açodamento! Esquece isso…


Samba Luzia

Avenida Almirante Silvio de Noronha, 300 (ao lado do Aeroporto Santos Dumont).
Todas as sextas, a partir das 22h
(21)2508-5600 / 7827-6757 / 25*33574

Circo Voador

Rua dos Arcos, S/N – Lapa
(21)2533-0354

Jobi

Av. Ataulfo de Paiva, 1166, Leblon
Horário: 9h/4h (sex. e sáb. até 5h)
(21) 2274-0547

Pavão Azul

Rua Hilário de Gouveia, 71 – Lojas A e B
Horário: segunda a quinta, 12h à 0h; sexta e sábado, 12h às 2h; domingo, 12h às 20h
(21) 2236-2381

Adega Pérola

Rua Siqueira Campos, 138 – loja A
(21) 2255-9425
Horário: Segunda a quinta, 10h à 1h; sexta e sábado, 10h às 2h.

Belmonte

Ver endereços no site www.botecobelmonte.com.br

Bar Urca

Av. Pasteur, 520 – Urca
(21) 2541-3737

Gostou do Post? Compartilhe!

– organize sua viagem e ganhe descontos –

Fazendo suas reservas pelos nossos links, você recebe descontos, nós ganhamos uma pequena comissão dos nossos parceiros e todo mundo viaja feliz.

leia também: