Chapada dos Veadeiros – Roteiro de 4 dias

por | fev 19, 2018

Chapada dos Veadeiros

No carnaval de 2018 passei 4 dias na Chapada dos Veadeiros. Era altíssima temporada e o parque estava bem cheio, mas nem por isso menos agradável.

São Jorge foi minha cidade base, então esse roteiro serve praqueles que também optarem por ficar no vilarejo. Se optar por  Alto Paraíso de Goiás (30km de distância) ou Cavalcante (90km de distância de Alto paraíso), esse roteiro deverá ser adaptado a sua realidade.

Esse roteiro engloba as cachoeiras mais acessíveis. Ficaram de fora muitas que também são imperdíveis, porém são mais distantes, como: Segredo, Couros, Clodovil, Santa Barbara. Essas ficaram pra uma próxima visita.

 

Dia 1 – Morada do Sol e Águas Termais

Se você chegar ainda de manhã em São Jorge vale a pena deixar as coisas na pousada e ir direto pra Morada do Sol, que fica a uns 10k seguindo pela estrada na direção oposta a Alto Paraíso.

A cachoeira é pequena, com um pocinho bem gostoso e tranquilo pra tomar banho. A trilha até lá é super fácil (nem é trilha, é um caminho). Como é propriedade particular a entrada custa 20 Reais.

Morada do Sol Chapada dos Veadeiros

Pode ficar aí nessa cachu até o por-do-sol e depois seguir pela mesma estrada de asfalto em direção às águas termais (fica uns 5 km mais a frente).

Escolhemos a do Morro Vermelho, que tem 3 piscinas de águas termais boas pra relaxar e tomar um vinho no início da noite. Mas não vá esperando nada parecido com Budapeste ou até Caldas Novas. Inclusive, este não é um passeio obrigatório, só vá se você não tiver mais nada pra fazer no fim do dia. A entrada também custa 20 Reais.

 

Dia 2 – Vale da Lua e Raizama

O Vale da Lua é, pela sua formação rochosa, uma das paisagens mais bonitas do país. Imperdível e bem fácil de chegar. De São Jorge até lá são 10 km de asfalto em direção a Alto Paraíso mais 3 km de terra até a entrada do vale. Depois pega-se uma trilha fácil de 500m e voilá, você chegou a lua!

Vale da Lua

Na alta temporada é bom chegar cedo porque fica cheio, e nem pensar em ir quando tiver chovendo, pois as pedras são super escorregadias e perigosas. Muita gente já morreu por lá! O valor da entrada também é de 20 Reais.

Depois do Vale da Lua vale volte na direção de São Jorge e siga até a cachoeira Raizama. O preço? Adivinhou, 20 Reais.

O primeiro poço da Raizama fica meio caudaloso na época das chuvas. Nós preferimos não arriscar a sorte, mas dá pra seguir pela beira do rio em direção à cachoeira, que tem cerca de 30 metros de queda, e tomar banhos nos poços de cima dela. São calmos e seguros.

Raizama Chapada dos Veadeiros

O seu José é o dono das terras onde fica a Raizama e adora explicar aos visitantes como chegar e sair das trilhas que, apesar de serem bem fáceis, não são bem sinalizadas e nós quase nos perdemos na volta.

raizama Chapada dos Veadeiros

 

Dia 3 – Almécegas 1 e 2 e São Bento

Essas 3 cachoeiras ficam dentro da fazenda São Bento, na estrada de São Jorge em direção a Alto Paraíso. O valor da entrada é de 40 reais (inclui as 3 cachoeiras).

São 3km de estrada de terra da entrada da fazenda até o estacionamento e depois 1 km de trilha fácil até a Almécegas 1, uma das cachoeiras mais gostosas que já fui na vida.

Almecegas 1 Chapada dos Veadeiros

Na época das chuvas essa cachoeira fica com bastante água e um piscinão bem gostoso. Dá pra ir nadando até as quedas e ficar por lá jiboiando. Uma delícia.

É bom chegar cedinho, pois, como é de fácil acesso, ela fica cheia. Mas o povo convive bem. Na Chapada todo mundo convive bem.

Almecegas 1 Chapada dos Veadeiros

Também dá pra curtir a parte de cima da Almécegas 1, basta voltar pelo mesmo caminho da ida e virar numa direita qualquer. Não tem erro. É outro visual imperdível.

Almecegas 1 Chapada dos Veadeiros

Ainda dentro da fazenda São Bento fica a Almécegas 2. São 5km de carro + 10 minutos de trilha da 1. É uma cachoeira um pouco menor, mas tem um poço bem fundo de onde as pessoas pulam das pedras de uma altura de uns 3 a 5 metros. Eu já me atrevi a pular de lá quando era mais nova, mas depois de véia dei pra ter medo de altura e não me atrevo mais.

Almecegas 2 Chapada dos Veadeiros

Bem pertinho da sede da Fazenda fica a cachoeira São Bento, que tem um poço enorme e gostoso pra nadar. Mas não se preocupe em ir se não tiver mais tempo. Não é das melhores.

Se preferir tomar uma cervejinha ou um café, tem um ótimo na sede da Fazenda, onde eles fabricam sua própria cerveja que, por sinal, é ótima. Na alta temporada ainda rola um forró ao vivo na beira do lago, no fim da tarde.

Fazenda São Bento Chapada dos Veadeiros

 

Dia 4 – Parque (Cachoeiras dos Saltos e Corredeiras)

Pra entrar no Parque durante a alta temporada é preciso madrugar, pois o limite de visitantes varia de 450 a 600 pessoas por dia. Pra você ter uma ideia, o parque abria às 8h, chegamos às 8h15 e só entramos por um milagre, pois a fila estava gigantesca.

São 4 trilhas diferentes que se pode fazer lá dentro: Travessia das Sete Quedas, Trilha dos Saltos, Trilha dos Cânions e Trilha da Seriema. Todas elas muito bem sinalizadas, não dá pra se perder.

Eu já havia feito a dos Cânions, então dessa vez escolhemos a dos Saltos e da Seriema, que dá pra fazer no mesmo dia. A Trilha dos Cânions e Cariocas requer mais um dia de visita. Já a Travessia dura dois dias e é necessários acampar no parque.

Chapada dos Veadeiros

Para as cachoeiras dos Saltos são 5 km de trilha moderada no início, com leves subidas e descidas, e mais puxada no final, com um escadarão bem íngrime (salve meu treinador que me ensinou a subir escada correndo!).

As cachoeiras dos Saltos são impactantes! A primeira delas, de 120 metros de altura, é um dos mais famosos cartões postais do parque. Essa a gente só vê de longe, do mirante. A outra, de 80 metros da pra chegar mais perto, podendo até nadar numa parte do poço com pouca correnteza. Só não dá pra chegar embaixo dela e tomar banho porque tem muita correnteza, mas só de admirar aquela força toda já vale a pena qualquer esforço. É magnífico.

Cachoeira dos Saltos Chapada dos Veadeiros

Dos Saltos é possível seguir em direção às Corredeiras por 2,5 km. É bem simples e tranquilo de chegar lá. Inclusive, tem uma trilha suspensa acessível para pessoas com dificuldade de locomoção. O lugar é uma delícia pra relaxar e tomar sol.

Corredeiras Chapada dos Veadeiros

Pertinho da saída do parque fica a Seriema, um pocinho gostoso, minúsculo, bom refrescar depois dos 5km de volta da trilha dos Saltos.

Chapada dos Veadeiros

LEIA TAMBÉM: DICAS DE RESTAURANTES E ONDE FICAR NA CHAPADA

Importante:

 

  • É fundamental vacinar-se contra a febre amarela com pelo menos 10 dias de antecedência;
  • Leve lanches e água para trilha e traga todo o seu lixo de volta;
  • Use tênis ou botas de trilha;
  • Use repelentes;
  • Há bancos em Alto Paraíso, mas eles nem sempre funcionam. Não há bancos em São Jorge;
  • Alguns lugares aceitam catões de débito e crédito, mas é sempre bom levar cash;
  • Em São Jorge o sinal de 3G e 4G não funciona bem, mas há WiFi em alguns restaurantes e pousadas;
  • Se for para São Jorge de carro abasteça antes, última opção é em Alto Paraíso na GO-118;
  • Na alta temporada acorde muito cedo pra conseguir entrar no parque;
  • Na época das chuvas algumas cachoeiras fecham por segurança. É preciso tomar muito cuidado, pois as trombas d’água são muito comuns e continuam matando muita gente.

Gostou do Post? Compartilhe!

– organize sua viagem e ganhe descontos –

Fazendo suas reservas pelos nossos links, você recebe descontos, nós ganhamos uma pequena comissão dos nossos parceiros e todo mundo viaja feliz.

leia também: