Carnaval em Olinda, só quem foi sabe e você tem que ir

por | mar 7, 2011

Um belo dia me apaixonei por tudo que viesse de Pernambuco. Primeiro foram os amigos do Recife, que fiz nos idos tempos de vivência norteamericana, depois veio o Otto no Studio SP – gamei. Aí foi uma coisa atrás da outra:  Eddie, Mombojó, China, Del Rey, Cordel, Lenine, redescoberta do Nação Zumbi (que tive o prazer de ver em Maceió há uns 12 anos). Porque demorei tanto, minha gente? Ainda mais com a influência dos mineiros: “Tão bom quanto o carnaval do Rio, só mesmo o do Recife!”

Depois de 7 anos seguidos cariocando meu carnaval (sim, eu sou foliã!) fui-me, eu e a galera mais animada de todos os tempos, pro carnaval de Olinda. E por onde a gente começa a contar essa história mesmo? Olhe, não sei muito bem não, mas juro que vou tentar. É tanta coisa, tanta gente, tanta ladeira… Quanta Ladeira! 

República A Casa da Tua Mãe – cerca de 50 pessoas dividindo 3 banheiros
República A casa da Pegação – cerca de 15 pessoas dividindo 1 banheiro
Conselho número 1: Não fique em republica.

Tá, se vc tem menos de 25, 26 anos, fique aonde quiser. Mas se tiver pelos 30, o melhor é ficar numa casa só com amigos, numa pousada, num hotel… República significa bagunça desenfreada, jogação, putaria (não necessariamente nesta ordem). E carnaval pra mim não é sinônimo de nada disso.

olinda

Escolheu o local certo? Olinda é booom demais! O carnaval de Olinda é lírico. Aonde mais você toma café da manhã ao lado da Sininho, se depara com um duende se escondendo no matinho e almoça com o Pinóquio? Isso porque você já bateu um papo com o Super Homem, encontrou o pessoal da Caverna do Dragão tentando achar o caminho de casa e viu o Homem Aranha salvar a Mary Jane? E você, minha cara, incorporou a Rainha de Copas e faz parte do País das Maravilhas. 

E pelas ladeiras de Olinda tem o Maracatu do baque solto. Nunca (eu disse nunca) meu coração pulsou tão forte quanto pulsou quando o bloco de maracatu passou na minha frente! É inexplicável. É lindo. Arrepiante.

E também tem o frevo. Meninos e meninas dançando numa agilidade que só por lá mesmo. Poesia pura. Cores! E na próxima ladeira, o desfile dos bonecos de Olinda.

Aff! Sobe ladeira, desce ladeira. Muita coisa ao som de cinco músicas oficiais. Pópópópó, tanananana, ólinnnda. E dá-lhe macaxeira com xarque. E dá-lhe pastel. E dá-lhe cerveja a R$2,00.

E isso tudo é só durante o dia. Porque à noite bom mesmo é ir pro Recife Antigo, ver o que Pernambuco tem de melhor: a música. Shows de graça, em praça pública, sem confusão. Otto, Nação Zumbi, Mombojó, Lenine, Eddie. E o maior bloco parado do mundo, o Quanta Ladeira, que faz sátiras das mais diversas músicas, pra você dar risada de virar o estômago do avesso! Com direito à Fafá de Belém chamando Daniela Mercury de galinha.

Carnaval é assim: vc se despe e se veste por ele. É tudo fantasia da vida real! Não importa: marchinhas, samba, axé, frevo. É tudo alegria. Tem sentimento mais compreensivel que esse?

 

Prá comer

Restaurante Casa de Noca
Macaxeira com xarque pra 5 pessoas (que servem oito) – R$40,00
Rua Bertioga, 243 – Bonfim

Restaurante As Galerias
Leite maltado – R$2,50
Rua da Guia, 183, Recife Antigo

 

Prá curtir

  • Bloco Enquanto Isso na Sala da Justiça – domingo de carnaval
  • Bloco Eu Acho É Pouco – sábado e terça de carnaval
  • Bloco Bacalhau do Batata – quarta-feira de cinzas
  • Festa I Love Cafuçu
  • Bloco Segurucu
  • Blocos de Maracatu de baque solto – a todo momento
  • Quanta Ladeira – domingo de carnaval
  • Pólos musicais de Recife Antigo – todos as noites

Gostou do Post? Compartilhe!

– organize sua viagem e ganhe descontos –

Fazendo suas reservas pelos nossos links, você recebe descontos, nós ganhamos uma pequena comissão dos nossos parceiros e todo mundo viaja feliz.

leia também: